agromensal – ESALQ/BM&F

Informações de Mercado

 

Mês de referência: julho/2004

 

 

CEPEA - SOJA

 

I - Análise Conjuntural

 

II - Séries Estatísticas

 

1. Diferenciais de preços

2. Estimativa do valor das alternativas de comercialização de farelo e óleo, em equivalente soja em grão, posto indústria

3. Prêmios – Produtos do complexo agroindustrial da soja

4. Preços FOB para farelo, grão e óleo (primeiro embarque)

 

III - Gráficos

        

SOJA / ÓLEO / FARELO

1. Evolução de preços nos últimos três anos

 

 

 

CEPEA - SOJA

 

I - Análise Conjuntural

 

As cotações do complexo soja na Bolsa de Chicago recuaram no mês de julho, devido, entre outros fatores, às expectativas de maior produção nos Estados Unidos. Na média do mês, o grão com vencimento em agosto desvalorizou 11,16% em relação a junho, atingindo 718,38 centavos de dólar por bushel. Os preços médios do farelo para o contrato de agosto também recuaram, cerca de 9,12%, no mesmo período, passando para US$ 243,26/tonelada curta. Assim como o grão e o farelo, o óleo também apresentou decréscimo de junho para julho, de 7,81%, com os contratos com vencimento em agosto ficando na média de 25,46 centavos de dólar por libra-peso.

 

Parte das quedas nas cotações do grão e do óleo em Chicago foi recuperada pelo aumento dos prêmios de exportação para embarque nos meses de agosto e setembro. O prêmio médio do grão para embarque em agosto foi de 75,36 centavos de dólar por bushel de deságio em relação a CBOT, quase o dobro do prêmio médio em junho para embarque em julho. Para setembro, o prêmio de exportação da soja em grão se tornou positivo, com valor médio de 14,40 centavos de dólar por bushel no mês de julho. O prêmio de exportação para o óleo bruto degomado também subiu significativamente, de 5,7 centavos de dólar por libra peso de deságio para embarque em julho para 2,55 centavos/lp de deságio para embarque em agosto. Somente para o farelo o prêmio foi menor que a média do mês anterior. Para embarque em agosto, o prêmio médio em julho foi de US$ 76,69 de deságio em relação à Bolsa de Chicago, cerca de 5 dólares abaixo do mês passado, para embarque em julho.

 

A média mensal de julho para o preço FOB do grão com embarque em agosto foi de US$ 14,18/sc, queda de 11,9% em relação ao preço FOB do mês anterior, de US$ 16,09/sc. Para o farelo, o preço FOB do mês para embarque em agosto foi de US$ 183,61/tonelada, 20,9% inferior ao mês anterior. Já o preço FOB do óleo subiu, alcançando US$ 505,09/tonelada, alta de 1,4% em relação a junho, sustentado pelo prêmio menos negativo.

 

Em julho, o Indicador CEPEA/ESALQ para a soja esteve, em média, a R$ 40,44/sc, queda de 10,21% em relação à média de junho. Em dólar, o Indicador passou de US$ 14,40/sc para US$ 13,31/sc, desvalorização de 7,55%, com o Real valorizando 2,89% no mesmo período. No conjunto das regiões acompanhadas diariamente pelo CEPEA, o preço da soja caiu 10,51% em julho no mercado de lotes e 10,16% no de balcão (produtor), mantendo a diferença de preços entre os dois mercados.

 

Segundo a SECEX, os embarques nacionais de soja totalizaram 2,38 milhões de toneladas em julho, redução de 1,3 milhão de toneladas sobre o mês anterior. De janeiro a julho deste ano, o Brasil exportou 13,15 milhões de toneladas de soja em grão, 7,2% a mais que o mesmo período de 2003. Os embarques de farelo totalizam 8,27 milhões de toneladas no acumulado dos sete primeiros meses do ano, aumento de 20% em relação sobre o mesmo período. As exportações do grão devem se manter acima de 2 milhões de toneladas nos meses de agosto a outubro, para que o país exporte o volume previsto pela Abiove de 19,8 milhões de toneladas na safra 2003/04 (ano comercial 04/05), da mesma forma que ocorreu em 2003.

 

Os produtores brasileiros que armazenaram parte da produção do período de safra até o último mês de julho tiveram rentabilidade negativa da estocagem, uma vez que os preços do grão caíram no país.

 

 

(pesquisadores responsáveis: Vania Di Addario Guimarães

e Mauro Osaki)


 

II - Séries Estatísticas

 

 

1. Diferenciais de preços (Indicador e praças)

 

SOJA

Indicador de preços da soja CEPEA/ESALQ - média mensal: R$ 45,04/sc e US$ 14,40/sc

Região/Praça

Diferenciais (R$)*

R$

US$

Passo Fundo – RS

1,42

0,47

Ijuí – RS

1,42

0,47

Sudoeste Paraná

-0,10

-0,03

Oeste Paraná

0,45

0,15

Norte Paraná

0,53

0,17

Sorriso – MT

7,21

2,37

Ponta Grossa – PR

0,98

0,32

Paranaguá

-2,32

-0,76

Fonte: Cepea/Esalq

Nota: Diferencial = Indicador – Região; saca de 60kg

 

 


 

2. Estimativa do valor das alternativas de comercialização de farelo e óleo, em equivalente soja em grão, posto indústria.

 

 

Derivados (US$/t)

Óleo

Farelo

 

Mercado interno

Mercado externo

Mercado interno

243,6

218,3

Mercado externo

240,1

214,8

Fonte: Cepea/Esalq

Obs: Porto de referência: Paranaguá

        Bolsa de referência: CBOT

          Região de referência: Oeste do Paraná

         Embarque em Julho/04
Grão Externo: R$ 784,03 (US$ 250,24) por tonelada

 


 

3. Prêmios – Produtos do complexo agroindustrial da soja

 

Soja

Farelo

Óleo

- 75,36 (Agosto/04)

- 76,69 (Agosto /04)

- 2,549 (Agosto /04)

+ 14,40 (Set/04)

- 46,38(Set/04)

- 2,198 (Set/04)

Elaboração Cepea/Esalq

Obs: Porto de referência: Paranaguá

        Bolsa de referência: CBOT
        Prêmios sobre contratos de Julho/04

Unidades: Soja: centavos de dólar por bushel

               Farelo: dólar por tonelada curta

               Óleo: centavos de dólar por libra-peso

 

 

4. Preços FOB para farelo, grão e óleo (primeiro embarque)

 

Soja (US$/ saca de 60 Kg)

Para embarque em Julho/04

 

Farelo (US$/t curta)

Para embarque em

Julho/04

Óleo (US$/t)

Para embarque em

Julho/04

14,18

183,61

505,09

Fonte: Cepea/Esalq

Obs: Porto de Referência: Paranaguá

        Bolsa de Referência: CBOT

Prêmios sobre contratos de Julho/04 - soja em grão, farelo e óleo de soja

 

 

 

III – Gráficos