Metodologia de Preços do Algodão - CEPEA / ESALQ

Para acessar a metodologia completa clique aqui. 

 

ESPECIFICAÇÃO DO PRODUTO: Algodão em pluma tipo 41, folha 4 - cor estritamente abaixo da média (strict low middling) – (antigo tipo 6, fibra 30/32 mm, sem característica).
UNIDADE DE MEDIDA: Libra-peso de pluma (0,453597 kg); divulgados em centavos de real por libra-peso. O Indicador também é calculado em dólar americano, pelo câmbio comercial, preço de venda cotado diariamente ás 16h30. 
ENTREGA: Preço do produto posto-indústria na mesorregião da cidade de São Paulo.
REGIÃO DE REFERÊNCIA:  Negócios feitos nas principais regiões produtoras e consumidoras de algodão do Brasil.
TRATAMENTO ESTATÍSTICO: A amostra diária é submetida a dois procedimentos estatísticos: desvio padrão (são aceitos valores que estejam no intervalo de dois desvios-padrão para cima e para baixo em relação à média da amostra) e análise do coeficiente de variação.

BASE DE PONDERAÇÃO DAS REGIÕES:
Média aritmética dos negócios coletados.
TAXA DE DESCONTO DOS VALORES A PRAZO: NPR (Nota Promissória Rural). Preços divulgados à vista (Indicador), para oito, quinze e trinta dias de pagamento.
IMPOSTOS CONSIDERADOS: A incidência de PIS/COFINS, de CESSR (2,3% referentes ao ex-Funrural) e comissão dependerão dos agentes envolvidos na transação (se pessoa física ou jurídica). É acrescido ainda de custo de frete para entrega na cidade de São Paulo. Não é considerado ICMS.
PERIODICIDADE: Diária
HISTÓRICO: Desde julho de 1996
AGENTES CONSULTADOS NA PESQUISA: Cotonicultores, algodoeiras, cooperativas, corretores, comerciantes e indústrias têxteis através de pesquisas diárias de preços e contatos telefônicos junto a agentes e posteriores análises.
IMPORTANTE: Valores coletados se referem a negócios realizados no mercado físico, para pronta entrega;
ORIGEM: O Indicador antes chamado ESALQ/BM&F começou a ser calculado em 1996, com o objetivo inicial de proporcionar a liquidação financeira dos contratos futuros dessa fibra; além dessa função e dada a aceitação dos agentes tornou-se uma das principais referências de preços para esse setor agroindustrial. O Cepea disponibiliza também diferenciais de preços regionais balizados pelo indicador.

OUTROS LEVANTAMENTOS

DO CEPEA PARA O MERCADO

DE ALGODÃO:

- Fretes entre as principais origens e destinos e, principalmente, de aproximadamente 15 regiões para indústrias de SP (capital);
- Médias ponderadas das negociações;
- Registros de negociações de contratos antecipados para os mercados internos e externos;
- Indicadores de preços para retirar o produto das principais regiões produtoras (15);
- Paridade de exportação de algodão em pluma por Santos e Paranaguá;
- Cotações médias semanais de caroço de algodão nas principais regiões produtoras;
- Acompanhamento das importações e exportações de produtos têxteis.
Fonte: Cepea

Contato

Equipe

Equipe

Coordenador
Joaquim Bento de Souza Ferreira Filho, Ph.D 
Professor do Depto de Economia, Administração e Sociologia
jbsferre@usp.br

 

Pesquisador responsável

Lucilio Rogerio Aparecido Alves, Dr.
Professor do Depto de Economia, Administração e Sociologia
lralves@usp.br

 

Equipe de apoio
Maria Aparecida Nogueira Serigatto Braghetta
Ana Luisa Corrêa

Séries de Preços