CENTRO DE ESTUDOS AVANÇADOS EM ECONOMIA APLICADA - ESALQ/USP
 INSTITUCIONAL         ÁREAS DE PESQUISAS         IMPRENSA         CONTATO 
"A pesquisa que se aplica ao seu dia a dia"
 English     Español     Français     Deutsch 
 
    Açúcar        Algodão        Arroz        Bezerro        Boi        Café        Citros        Etanol        Frango        Ovos        Hortifrutícolas        Leite        Mandioca        Milho        Soja        Suíno        Trigo   
 INDICADORES DE PREÇOS 
 ÍNDICES EXPORTAÇÃO AGRO 
 PIB AGRONEGÓCIO - BR 
 PIB CADEIAS AGROPEC.
 PIB AGRO MINAS GERAIS 
 ECONOMIA FLORESTAL 
 MERCADO INTERNACIONAL 
 ECONOMIA SOCIAL 
 ADECA - VIAB. ECONÔMICA 
twitter/CepeaEsalq
facebook/CepeaEsalq
  21 mar 2012    PIB-AGRO/RJ: Cepea prepara cálculos do PIB do Agronegócio do Rio de Janeiro    21 mar 2012    PIB-AGRO/RJ: Cepea prepara cálculos do PIB do Agronegócio do Rio de Janeiro    21 mar 2012    PIB-AGRO/RJ: Cepea prepara cálculos do PIB do Agronegócio do Rio de Janeiro    21 mar 2012    PIB-AGRO/RJ: Cepea prepara cálculos do PIB do Agronegócio do Rio de Janeiro    21 mar 2012    PIB-AGRO/RJ: Cepea prepara cálculos do PIB do Agronegócio do Rio de Janeiro    21 mar 2012    PIB-AGRO/RJ: Cepea prepara cálculos do PIB do Agronegócio do Rio de Janeiro    21 mar 2012    PIB-AGRO/RJ: Cepea prepara cálculos do PIB do Agronegócio do Rio de Janeiro    21 mar 2012    PIB-AGRO/RJ: Cepea prepara cálculos do PIB do Agronegócio do Rio de Janeiro 
HomePIB do Agronegócio pibcepea@usp.br
 
PIB Agro CEPEA-USP/CNA

Calculado pelo Cepea, com o apoio financeiro da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA)

PIB do Agronegócio - Dados de 1994 a 2013

  • Taxas mensais de crescimento, Valores do PIB Agro (por segmento) e sua participação no PIB do Brasil (agregado e por segmento, entre 1994 e 2013).

    Análise de 2012

    Análise de 2013

    Análise de Março/14

    Comentários sobre Março de 2014:
    O agronegócio brasileiro encerra o primeiro trimestre de 2014 com expansão de 0,62%. A cadeia da pecuária manteve a dianteira, somando ganhos de 0,98%. O agronegócio da agricultura também cresceu, mas a taxas menores, acumulando expansão de 0,47% a.a. Para o setor agrícola, a estimativa de safra em 2014, avaliada até março, indica expansão média de 3,21%. Por outro lado, em preços, o cenário foi de queda, de1,45% na comparação entre os trimestres. Com isso, o faturamento esperado para o ano é 4,3% superior ao realizado em 2013. Na pecuária, o patamar de preços (já descontada a inflação) foi mais animador, com leve crescimento de0,11% na comparação entre os trimestres. Pesou neste resultado os valores da avicultura de corte, que recuaram 21,89% no acumulado do ano. Em contrapartida, as demais atividades registraram valorização, sustentando o desempenho. Vale novamente lembrar que tal resultado ainda reflete somente as quantidades esperadas para a atividade leiteira, uma vez que o IBGE não publicou os dados de produção das demais atividades pecuárias do primeiro trimestre de 2014. A agroindústria também registrou alta, de 0,23% no mês e 0,51% no trimestre. Na indústria de base agrícola, o avanço mensal foi de 0,19%, elevando para 0,30% o crescimento a.a. A indústria de base pecuária seguiu crescimento ainda mais expressivo, de 0,49% em março e 1,89% no trimestre. Entre as atividades acompanhadas, as pecuárias se destacaram com quadro positivo tanto para preços quanto para as expectativas de produção em 2014. A estiagem, que marcou o Centro-Sul do País neste início de ano, prejudicou diversas lavouras, elevando os preços de produtos essenciais na mesa do consumidor brasileiro, como arroz, feijão, batata e tomate. Este cenário influenciou diretamente a inflação de março, medida pelo IPCA, de 0,92% contra 0,69% em fevereiro. A taxa registrada em março é a maior para o mês, desde 2003, quando o IPCA teve alta de 1,23%. (Cepea)

    Nota: As taxas mensais podem ser alteradas devido aos ajustes de volume feitos pelo IBGE (uma das fontes de dados para o cálculo deste PIB) em meses subsequentes. Em alguns casos, o ajuste ocorre no mês seguinte, mas, noutros, até três meses depois.
  •  ‹‹ voltar 

     PIB Agro CEPEA-USP/CNA  
     Nota metodológica 
     Definições 
     Equipe de Macroeconomia 
      
     ESTRUTURA MACRO 
      
     PIB Agro: Diferenças entre Cepea e IBGE 
     Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada - CEPEA 
     Departamento de Economia, Administração e Sociologia - DEAS 
     Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" - ESALQ 
     Universidade de São Paulo - USP 
     RSS - Cepea 
     twitter/CepeaEsalq 
     facebook/CepeaEsalq 
     Política de Direitos Autorais 
     (19) 3429 8800
     Como Chegar ao Cepea 
     Imprensa 
     Contato 
     Programa de Estágio 
    ©2014 - Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada - ESALQ/USP