ALGODÃO: Colheita já pressiona cotações

Na última semana, os preços no mercado interno do algodão seguiram em ritmo de queda. O Indicador CEPEA/ESALQ, para 8 dias de pagamento, fechou em R$ 2,1572/lp nessa terça-feira, recuo de 3,19% no mês. A queda nos preços só não foi maior pela ocorrência de chuvas em Goiás, que atrasaram a colheita e podem favorecer uma estabilização dos preços. Outro fator que amenizou os recuos foi a comercialização da fibra de determinadas regiões goianas e sul-mato-grossenses a valores acima da média. A maior parte dos negócios foi efetivada a valores abaixo do Indicador dos dias anteriores devido à pressão exercida por compradores. Segundo agentes, o andamento da colheita paulista - ainda considerado abaixo do esperado para o período - fez com que a ponta vendedora estivesse mais ativa no mercado, ofertando uma quantidade maior da fibra, principalmente dos Estados do Paraná, São Paulo e Goiás. Com isso, houve um leve aumento tanto da oferta para o mercado disponível como para os próximos meses. (Cepea)
voltar
Preencha o formulário para realizar o download
x
Deseja receber informações do Cepea?

Digite este código no campo ao lado