ALGODÃO: Cotações seguem pressionadas

Os preços internos do algodão seguem pressionados por ofertas provenientes de várias regiões, como Goiás, Bahia, São Paulo, Paraná, Minas Gerais e sul do Mato Grosso do Sul. Nessa terça, 18, o Indicador CEPEA/ESALQ, para 8 dias de pagamento, fechou em R$ 1,8015/lp, queda de 10,34% no mês. O mercado continua confuso quanto aos patamares "ideais" de preços, pois, dia após dia, os negócios são efetivados a valores menores, em virtude, principalmente, da entrada mais ativa da pluma do Centro-Oeste. A dificuldade em encontrar o algodão do tipo 6 para melhor faz com que alguns compradores apenas acompanhem o movimento do mercado, na espera de que o algodão de melhor qualidade seja oferecido com o avanço da colheita e beneficiamento. (Cepea)
voltar
Preencha o formulário para realizar o download
x
Deseja receber informações do Cepea?

Digite este código no campo ao lado