ALGODÃO: Menor oferta e demanda aquecida garantem alta de mais de 9%

Os preços do algodão seguem firmes neste início de ano, sustentados pela oferta restrita e pela demanda mais aquecida, principalmente por parte de corretores e pequenas e médias empresas. Entre 3 e 10 de janeiro, o Indicador CEPEA/ESALQ - 8 dias de pagamento - acumulou alta de 9,3%, fechando o período a R$ 1,2780/lp. Após a recuperação expressiva de preços em dezembro (10,2%), produtores mantêm-se recuados, apostando em novas altas nas próximas semanas. De forma geral, por estar com estoques apertados, alguns compradores acabam negociando a preços bem superiores. Percebe-se que o comportamento do mercado está levando agentes a mudar a estratégia de comercialização. Algumas indústrias, principalmente as de grande porte, já mostram interesse em importar a fibra, na tentativa de obtê-la a preços mais atrativos. (Cepea)
voltar
Preencha o formulário para realizar o download
x
Deseja receber informações do Cepea?

Digite este código no campo ao lado