BOI: Alta do bezerro agrava custo de produção

Cepea, 13 - Do final de março até começo de junho, o Indicador do Bezerro Esalq/BM&F (MS) aumentou quase 10%. Mesmo com a chegada do inverno, que prejudica as condições de pastagens, a demanda por bezerros estava em crescimento. No MS, o bezerro tem sido negociado em média a R$ 360,00. Em julho, até o dia 11, o valor do animal no MS e também em SP acumula baixa de aproximadamente 1,4%. Apesar do recuo, o valor continua acima do patamar nominal de 2005. O aumento de preços do bezerro agravou seriamente os custos de produção de boi. De janeiro até maio, o custo operacional total de produção de boi subiu 4,22% na média ponderada de nove estados consultados pelo Cepea. A arroba do boi gordo, no mesmo período, caiu 6,41%. O Indicador do boi gordo Esalq/BM&F, neste mês, registra alta de 0,8%, fechando a R$ 49,19 nessa quarta-feira, dia 12. Frigoríficos de São Paulo têm negociado em outros estados, diminuindo parte dos efeitos da menor oferta de animais em algumas praças paulistas e da necessidade de preencher as escalas de abate. Além disso, o fraco desempenho do mercado de carne no atacado da Grande SP reforça esse cenário.
voltar
Preencha o formulário para realizar o download
x
Deseja receber informações do Cepea?

Digite este código no campo ao lado