BOI: Maior oferta derruba preços

As cotações da arroba de boi seguem em queda na maioria das regiões do País, pressionadas pela oferta relativamente grande frente à demanda dos frigoríficos. Dentre os grandes produtores, apenas o Rio Grande do Sul, por conta da severa estiagem, e São Paulo, onde boa parte da produção vem de confinamentos, apresentam ofertas comparativamente menores, mas não o suficiente para evitar as contínuas pressões sobre os valores negociados. O baixo nível dos preços desestimula os pecuaristas a comercializar seus animais - no início do mês passado, houve inclusive uma certa tentativa dos produtores de diminuir as ofertas -, mas depois de um dos fevereiros mais secos dos últimos anos, as ofertas voltaram a crescer. Nos últimos dias, a maior disponibilidade do produto permitiu que muitos frigoríficos alongassem suas escalas de abates a ponto de afastar algumas unidades do mercado por alguns dias. Nessa quarta-feira, 16, o Indicador ESALQ/BM&F fechou a R$ 57,24, queda de 1,9% no mês. (Cepea)
voltar
Preencha o formulário para realizar o download
x
Deseja receber informações do Cepea?

Digite este código no campo ao lado