BOI: Mercado ainda mais lento

O mercado pecuário de São Paulo mantém o ritmo lento de negócios (oferta e demanda). As dificuldades encontradas para comercialização de carne bovina no mercado interno somam-se à relativa desmotivação para as vendas externas, por causa dos atuais patamares do câmbio, e ainda à resistência dos pecuaristas em comercializar novos lotes aos preços atuais. Em alguns casos, o posicionamento vendedor é favorecido pelas chuvas. Nesse contexto, os preços da arroba e da carne no atacado têm apresentado pouca variação, sobretudo em São Paulo.Nessa quarta-feira, 01, o Indicador do Boi Gordo Esalq/BM&F fechou a R$ 53,85, estável em relação ao dia anterior; em maio, recuou 0,74%. Na Grande São Paulo, embora a demanda seguisse desaquecida, o quilo da carcaça foi negociado nessa terça a R$ 3,23, aumento nominal de 3,2% em relação ao valor da terça passada. Mesmo com a alta da semana, a carcaça casada de boi encerrou o mês de maio apenas 1 centavo/quilo acima do valor do dia 29 de abril e com média mensal igual à de maio de 2004, R$ 3,21/kg.(Cepea)
voltar
Preencha o formulário para realizar o download
x
Deseja receber informações do Cepea?

Digite este código no campo ao lado