BOI: Negócios reduzem ainda mais em Semana Santa

O ritmo de negociação tanto de boi como de vaca continua lento nesta segunda quinzena de março. Como diversos frigoríficos conseguiram alongar as escalas na semana anterior, o interesse por compra está baixo, sobretudo em São Paulo. Além de o volume de oferta se mostrar, de modo geral, superior ao da demanda, a Semana Santa (21 a 27) reduz os abates tanto pela menor procura dos atacadistas quanto pela paralisação das atividades na Sexta-feira Santa e, em alguns casos, também no sábado. Com isso, diversos frigoríficos optaram por se afastar das compras por alguns dias e quase todos os negócios saíram a valores ligeiramente inferiores aos do início do mês - apesar de ser mantido o movimento de produtores em prol de melhora dos preços. Nessa quarta-feira, 23, o Indicador do Boi Gordo Esalq/BM&F fechou a R$ 56,6, queda de 3% no mês. (Cepea)
voltar
Preencha o formulário para realizar o download
x
Deseja receber informações do Cepea?

Digite este código no campo ao lado