BOI: Permanecem incertezas do pecuarista

As ofertas de boi gordo têm oscilado, refletindo fortes incertezas do pecuarista em relação ao comportamento do mercado e dos preços. Em algumas regiões, como Três Lagoas e Dourados, a quantidade de animais de pasto para abate ainda vem sendo suficiente para suprir a demanda de frigoríficos do MS e SP. Com isso, a tentativa de vendedores limitarem o volume ofertado pouco tem influenciado os preços. Quanto aos frigoríficos, mesmo diante das irregularidades de oferta, não se verifica um comportamento mais agressivo em relação a novas aquisições. O resultado tem sido a pressão contínua sobre as médias dos preços da arroba de boi, principalmente em São Paulo. Nessa quarta-feira, 20, o Indicador do Boi Gordo Esalq/BM&F (SP) à vista fechou a R$ 52,35, ligeira queda de 0,2% em relação ao dia anterior. No mês, a desvalorização é de 2,06%. (Cepea)
voltar
Preencha o formulário para realizar o download
x
Deseja receber informações do Cepea?

Digite este código no campo ao lado