CAFÉ: Alta em NY não influencia mercado brasileiro

Nessa terça-feira, a bolsa de mercadorias de Nova York (Nybot) fechou em alta de 100 pontos nos contratos para julho, impulsionada por compra de fundos. A valorização do mercado futuro refletiu também a estimativa da OIC (Organização Internacional do Café) dos estoques mundiais de café. De acordo com a entidade, a menor produção do planeta se deve pela queda de produção no Brasil e no Vietnã. No mercado brasileiro, agentes do setor permaneceram retraídos, temendo novas quedas. O Indicador CEPEA/ESALQ do arábica fechou a R$ 300,45/sc de 60 kg, nessa terça, queda de 0,2% em relação ao dia anterior. Para o robusta, o Indicador fechou a R$ 156,82/sc de 60 kg, reação de 0,86% no mesmo período. (Cepea)
voltar
Preencha o formulário para realizar o download
x
Deseja receber informações do Cepea?

Digite este código no campo ao lado