CAFÉ: Clima ajuda; negócios seguem calmos

Cepea, 19 - As chuvas desta semana continuam beneficiando os cafezais brasileiros. Ainda assim, é preciso que as precipitações continuem de forma mais generalizada para que as plantas produzam novos botões. No físico brasileiro, o ritmo continua lento. Nessa quarta-feira, dia 18, o Indicador CEPEA/ESALQ do arábica fechou a R$ 230,56/saca de 60kg, ligeira queda de 0,8% em relação à quarta anterior. Já o robusta (conillon) subiu 2% no mesmo período, fechando a R$ 186,39/sc de 60kg. A oferta mundial de robusta continua bastante apertada, já que o Vietnã, maior produtor desta variedade, enfrenta problemas climáticos para iniciar a safra 2006/07. Neste mês, as exportações brasileiras de café arábica já ultrapassaram o volume embarcado no mesmo período de setembro. Entre 1° e 17 de outubro, as vendas ao exterior somaram 937,6 mil sacas, volume 6% maior que o do mesmo período de setembro (883,6 mil sacas), segundo o Cecafé. O aumento dos embarques está atrelado à maior produção de café do Brasil na temporada 2006/07 em relação à safra anterior, além do aquecimento da demanda por conta da aproximação do inverno nos países importadores do Hemisfério Norte.
voltar
Preencha o formulário para realizar o download
x
Deseja receber informações do Cepea?

Digite este código no campo ao lado