CAFÉ: Em alta, mas em ritmo mais lento

O aumento das especulações sobre a redução da safra 2007/08 de arábica no Brasil continua dando suporte aos preços do café. Depois de ter subido 18,1% em novembro, nos últimos sete dias o Indicador CEPEA/ESALQ do arábica tipo 6, bebida dura para melhor, posto em São Paulo (capital), valorizou apenas 1,5%, fechando a R$ 289,82/sc de 60 kg nessa terça-feira. Alguns agentes do setor apontam que a próxima temporada poderá ser reduzida pela metade em relação à atual. Outro fundamento altista é a forte demanda dos países importadores. Neste fim-de-ano, torrefadores internacionais devem reforçar os estoques com a aproximação do inverno no Hemisfério Norte. Para o robusta, os valores também estiveram em alta, cotado a R$ 211,84/sc de 60 kg (a retirar da origem) na terça, valorização de 1,6% sobre a terça anterior. (Cepea)
voltar
Preencha o formulário para realizar o download
x
Deseja receber informações do Cepea?

Digite este código no campo ao lado