CAFÉ: Queda na CSCE estimula maior oferta do grão

A Bolsa de Mercadorias de Nova York fechou, nessa terça-feira, em queda de 90 pontos para dezembro. O que impediu maiores perdas foram as compras de indústrias. Com a desvalorização, agentes do setor ofertaram um volume maior do grão, receosos de que os preços domésticos possam recuar ainda mais nos próximos dias. O Indicador CEPEA/ESALQ do arábica fechou a R$ 211,29, nessa terça, ligeira alta de 0,26% em relação ao dia anterior. O robusta (conillon) recuou 0,65%, com o grão encerrando a terça a R$ 136,98. Quanto ao clima, as precipitações estiveram mais concentradas em São Paulo, no Paraná e no sul de Minas Gerais. Nessas regiões, a probabilidade de abrir a segunda florada é grande, já que o volume pluviométrico do mês de outubro ultrapassou 200mm no cinturão cafeeiro. Em contrapartida, no Espírito Santo ainda está seco e quente, mas a previsão é de chuvas isoladas a partir da próxima quarta-feira. A estiagem no Estado capixaba ainda não é alarmante para o setor. (Cepea)
voltar
Preencha o formulário para realizar o download
x
Deseja receber informações do Cepea?

Digite este código no campo ao lado