FRANGO: Cotações seguem em queda

Os preços internos do frango seguem pressionados pela maior oferta no Brasil, reflexo da baixa demanda interna e do enfraquecimento das exportações em abril. Esse cenário afeta principalmente o congelado (típico de exportação), que se mantém em queda desde a primeira quinzena de maio, período em que se esperava vendas melhores não só pelo recebimento dos salários como pelo dia das mães. A dificuldade de venda é tanta que nem mesmo a alta do frango vivo no início do pôde ser repassada para os preços do abatido. Agentes acreditam que esse repasse ocorrerá até o início de junho, já que a expectativa é que as cotações mais baixas da carne reanimem o consumo. (Cepea)
voltar
Preencha o formulário para realizar o download
x
Deseja receber informações do Cepea?

Digite este código no campo ao lado