FRANGO: Quedas chegam a quase 10% no início do ano

No acumulado dos dois primeiros meses de 2005 (2/jan a 28/fev - média nacional), o preço do frango congelado caiu 8,36% e o do resfriado, 9,07%. A oferta relativamente elevada - reflexo das vendas fracas durante as festas de fim-de-ano - atrelada à demanda bastante desaquecida no País foram os principais fatores responsáveis pelo comportamento baixista. O setor já esperava recuos no início do ano, mas não de forma tão acentuada. No mesmo período de 2004, as baixas foram menores: de 3,86% para o congelado e de 4,78% para o resfriado. A situação só não está pior para o setor porque as exportações continuam crescendo - em torno de 25% da produção nacional vai para o exterior. O Brasil exportou cerca de US$ 219 milhões em carne de frango in natura no mês de fevereiro, montante 21% maior que o de janeiro. Foram embarcadas 210,7 mil toneladas do produto, aumento de 34,5%. Os preços do frango exportado também subiram, 1,2%, com tonelada negociada a US$ 1039,3 - segundo dados da Secex. (Cepea)
voltar
Preencha o formulário para realizar o download
x
Deseja receber informações do Cepea?

Digite este código no campo ao lado