FRANGO: Setor amplia em 2,5% exportações em maio

Neste ano, a valorização do Real frente ao dólar dividiu o desempenho das exportações brasileiras de carne de frango em dois momentos. No primeiro trimestre, o cenário foi de saltos importantes das vendas externas (aumento de 15% de janeiro a fevereiro e de 7% de fevereiro a março). Já a partir de abril, período em que a moeda nacional começou a reagir frente à norte-americana, as taxas de crescimento passaram a ser mais tímidas (0,7% de março a abril e 2,5% de abril para maio). Em maio, a média de R$ 2,45/US$ representou um decréscimo de 5% frente ao câmbio de abril. Apesar de terem perdido ritmo, os embarques ainda estão maiores que os registrados no ano passado. Em maio, foram 233 mil toneladas exportadas, 13% a mais que em igual período de 2004. Em receita, o crescimento foi de 20,5% na mesma comparação, com um total de US$ 266,8 milhões obtidos no último mês. Agentes do mercado consideraram que o veto ao aumento das tarifas da União Européia para o frango salgado brasileiro (desde que tenha mais de 1,2% de sal) deve dar um certo impulso às vendas externas nacionais. (Cepea)
voltar
Preencha o formulário para realizar o download
x
Deseja receber informações do Cepea?

Digite este código no campo ao lado