MAÇÃ/CEPEA: Perspectivas são positivas para gala e fuji em 2020/21

Cepea, 19/1/2021 – A colheita da safra 2020/21 de maçãs teve início nos últimos dias no Sul do País. De acordo com agentes consultados pelo Hortifruti/Cepea, a atividade está concentrada na variedade gala de alguns pomares de Vacaria (RS), Caxias do Sul (RS), Fraiburgo (SC) e do Paraná, devendo se estender para outras localidades, como São Joaquim (SC), entre o fim de janeiro e o início de fevereiro. Ainda segundo agentes, até o momento, as expectativas de produção são positivas para a gala, visto que, depois da quebra de safra registrada em 2019/20, o volume pode se recuperar nas regiões catarinenses e se manter estável na praça gaúcha de Vacaria. Espera-se também uma boa oferta de frutas médio-graúdas de padrões superiores na maioria das localidades – exceto em Fraiburgo, onde alguns produtores temem uma maior concentração de calibres miúdos, em função do baixo volume de chuvas. Já para a variedade fuji, cuja colheita costuma ser mais tardia (em meados de março), ainda é cedo para estimativas de produção, já que os frutos devem levar dois meses para concluir o desenvolvimento. Mesmo assim, as perspectivas também são positivas para a variedade, por conta de sua bienalidade, do bom acúmulo de horas de frio e da retomada recente das chuvas no Sul. Quanto aos preços, conforme a oferta de gala aumentar, as cotações devem começar a cair. Assim, os altos patamares não devem se sustentar. Apesar disso, classificadores entrevistados pelo Hortifruti/Cepea se mostram animados, pois, mesmo com a possibilidade de maior volume neste ano, frutas de boa qualidade e maiores calibres podem proporcionar um ganho atrativo às empresas, visto que são mais remuneradoras do que frutas miúdas. Fonte: www.cepea.esalq.usp.br

 

voltar
Preencha o formulário para realizar o download
x
Deseja receber informações do Cepea?

Digite este código no campo ao lado