MANDIOCA: Setor de fécula pode conquistar novos mercados

Apesar de o mercado de fécula continuar lento, produtores acreditam em aumento na demanda pelo produto no médio prazo, o que pode contribuir para estabilizar as cotações. Devido à falta de batata para a fabricação de amido na Europa e à menor oferta de amidos nos Estados Unidos, empresas já passaram a fazer contatos com fecularias brasileiras. É nesse quadro que algumas empresas nacionais pretendem se inserir no mercado internacional. Por enquanto, os maiores demandantes de fécula têm sido as modificadoras de amidos, enquanto que outros setores - como o alimentício -, ainda estão abastecidos. Para a raiz, a oferta à indústria continuou elevada em todas as praças na última semana. Além da necessidade de caixa por parte de alguns produtores, o preço favorável da matéria-prima resultou em um maior volume disponível. (Cepea)
voltar
Preencha o formulário para realizar o download
x
Deseja receber informações do Cepea?

Digite este código no campo ao lado