MILHO: Exportação sustenta preços internos

O Brasil exportou 296,6 mil toneladas de milho em maio, volume superior aos embarcados em maio de 2002, 2004 e de 2005, quando o País praticamente não exportou milho. Os embarques estão sendo retomados pela crise dos setores de aves e suínos, pelos preços internacionais relativamente altos pela valorização do dólar frente a outras moedas e por momentos isolados de câmbio favorável. O efeito principal das vendas externas é impedir maiores quedas no preço do milho. Entre 29 de maio de 5 de junho, o grão valorizou 1,35% no mercado de lotes e 1,72% no de balcão. O Indicador CEPEA/ESALQ fechou a R$ 16,04/sc de 60 kg, alta de mais de 2% na parcial do mês. (Cepea)
voltar
Preencha o formulário para realizar o download
x
Deseja receber informações do Cepea?

Digite este código no campo ao lado