MILHO: Preço interno resiste à safra recorde dos EUA

Apesar das quedas nas cotações na CBOT nos últimos dias, os preços internos do milho estiveram em alta. Nem mesmo a safra recorde dos EUA pressionou o mercado brasileiro. Entre 24 e 30 de julho, o Indicador do milho CEPEA/ESALQ (região de Campinas) teve alta de 0,72%, fechando em R$ 19,39/saca nessa segunda-feira, 30. De forma geral, a rentabilidade da estocagem do milho se mantém negativa, uma vez que os preços caíram de fevereiro até este mês de julho, considerando as médias mensais dos preços nas diversas regiões. Os produtores que estão colhendo milho safrinha estão retraído - ao contrário do que seria esperado -, apostando em preços maiores. Dessa forma, não se percebe pressão vendedora por parte dos produtores, o que ajuda na elevação atual das cotações. (Cepea)
voltar
Preencha o formulário para realizar o download
x
Deseja receber informações do Cepea?

Digite este código no campo ao lado