MILHO: Previsão do USDA reforça queda de preços

A estimativa de que os Estados Unidos produzam 298,2 milhões de toneladas de milho reforça as perspectivas de preços desfavoráveis para produtores de todo o mundo no próximo ano. A somatória desta previsão - divulgada na sexta-feira, 12, pelo USDA -, à oferta interna fez com que os preços do milho negociado no Brasil seguissem em queda na última semana, atingindo os menores valores nominais desde agosto de 2003 - naquela época, a taxa de câmbio era de R$ 3,00/US$. Do início da semana passada ao desta (8 a 16 de novembro), os preços caíram em média 0,72% no mercado de balcão (ao produtor) e 1,43% no mercado de lotes. (Cepea)
voltar
Preencha o formulário para realizar o download
x
Deseja receber informações do Cepea?

Digite este código no campo ao lado