MILHO: Safrinha ainda pressiona cotações

A colheita da safrinha de milho continua pressionando os valores internos do grão, mesmo tendo entrado em fase final no Mato Grosso, principal produtor nesta época, e também no Paraná e Mato Grosso do Sul. Entre 15 e 22 de agosto, a queda média de preço foi de 0,46% no mercado de lotes e de 0,16% no de balcão. Com relação às negociações, poucas vendas foram registradas no período, sendo basicamente para suinocultores e avicultores (ovos e frangos) não integrados à agroindústria. Esses agentes são importantes para dar algum suporte às cotações no curto prazo. A maioria dos grandes compradores está ausente, pois aposta em novas quedas daqui pra frente, como reflexo da convergência da safra verão com a de inverno, do Real relativamente valorizado - que facilita a importação do milho - e da redução de armazéns para estocagem da safrinha, visto que os mesmo estão ocupados com a soja. (Cepea)
voltar
Preencha o formulário para realizar o download
x
Deseja receber informações do Cepea?

Digite este código no campo ao lado