SOJA: Mercado atento ao clima nos EUA

A oferta de soja brasileira está praticamente definida e os prêmios devem continuar oscilando de forma a ajustar as variações dos preços futuros às condições internas de oferta e demanda. Isso ocorre normalmente, mas ganha importância à medida que a bolsa norte-americana reflete ainda mais a expectativa de oferta e demanda nos Estados Unidos. A partir de abril, os contratos futuros da soja negociados na bolsa de mercadorias de Chicago (CBOT) passam a sofrer grande influência das condições climáticas sobre a produção norte-americana. A bolsa começa a refletir as expectativas desde o preparo do solo (março). As intenções de plantio já foram absorvidas e o foco concentra-se agora nas freqüentes revisões feitas pelos órgãos oficiais. (Cepea)
voltar
Preencha o formulário para realizar o download
x
Deseja receber informações do Cepea?

Digite este código no campo ao lado