SOJA: Mercado segue lento

Como vem acontecendo há várias semanas, a maior parte dos negócios efetivados continuou sendo a fixação de preços por parte dos produtores, tendo em vista necessidades pontuais de caixa. Apesar das exportações de soja para a China estarem liberadas - sob critérios técnicos -, a demanda deste grande comprador está relativamente baixa. Os produtores brasileiros, por sua vez, apostavam em preços ainda mais altos para a soja neste ano e muitos se arrependem de não ter vendido em abril, quando os valores estavam próximos de US$ 18/sc ou R$ 53/sc. Mesmo com a queda recente, o preço médio da soja no Brasil em junho - tomando como referência o Indicador CEPEA/ESALQ - em reais por saca foi 22% superior à média de junho de 2003 e 12,38% superior em dólar. Com estes valores, a soja continuará sendo o carro-chefe da agricultura brasileira na safra 2004/05. (Cepea)
voltar
Preencha o formulário para realizar o download
x
Deseja receber informações do Cepea?

Digite este código no campo ao lado