SUÍNOS: Carcaças definem preços do animal vivo e cortes

A comercialização de carcaças entre os Estados tem definido a formação dos preços tanto do animal vivo quanto da carne nas diferentes regiões. Em São Paulo e em Minas Gerais, as cotações estiveram maiores que em outros Estados, o que atraiu outras regiões - principalmente do Sul - a venderem suas produções (carcaças) nessas praças. Segundo agentes, esse comportamento é normal, já que o Sul é o maior produtor, e o Sudeste, principal consumidor. Na última semana, os preços do suíno vivo apresentaram comportamento distinto nas diferentes praças pesquisadas pelo Cepea. Enquanto no Sudoeste, os preços mantiveram-se praticamente estáveis, no Sul, o comportamento foi de alta. Os preços das integrações no Rio Grande do Sul também registraram acréscimos na última semana impulsionados pelos aumentos do mercado paralelo e, em Santa Catarina, pelo bom desempenho das exportações. (Cepea)
voltar
Preencha o formulário para realizar o download
x
Deseja receber informações do Cepea?

Digite este código no campo ao lado