SUÍNOS: Demanda aquece e preço começa a reagir

Cepea, 07 - Nos últimos dias, as cotações do suíno vivo começaram a reagir. O suporte vem do aquecimento da demanda, com as temperaturas mais baixas, recebimento de salário e férias escolares. O animal vivo teve aumento de 2,6% entre 29 de junho e 6 de julho, sendo cotado a R$ 1,41/kg (ao produtor), em Campinas. Apesar da alta, a entrada de carne em SP vinda de outros estados continua sendo um agravante em termos econômicos. De janeiro a junho deste ano o suíno vivo posto frigorífico desvalorizou cerca de 26,5%, em termos nominais.
voltar
Preencha o formulário para realizar o download
x
Deseja receber informações do Cepea?

Digite este código no campo ao lado