SUÍNOS: Demanda aquecida sustenta cotações internas

Nesta semana, os valores negociados internamente para a carne suína voltaram a reagir, invertendo a tendência baixista iniciada há um mês e meio, com o anúncio do embargo russo. Isso porque a procura por cortes natalinos começa a aumentar e, diante da expectativa de que a demanda se intensificará ainda mais daqui pra frente, os frigoríficos estão tendo que pagar preços mais altos para fechar negócios. Além do pernil e lombo, chamados 'cortes natalinos', percebe-se também um maior interesse por toucinho e papada que, graças ao crescente melhoramento genético e nutricional, vêm apresentando teor de gordura cada vez menor. Em relação ao mercado internacional, as expectativas de retomada das vendas à Rússia e de abertura de novos mercados compradores também têm animado o mercado suinícola. (Cepea)
voltar
Preencha o formulário para realizar o download
x
Deseja receber informações do Cepea?

Digite este código no campo ao lado