SUÍNOS: Embargo derruba preço interno

A paralisação das exportações brasileira para a Rússia, maior consumidor da carne suína nacional, já dura mais de um mês e o reflexo direto desse impasse para o mercado interno é a expectativa de excedente de oferta no médio e longo prazo, o que acaba pressionando as cotações. Os maiores recuos ocorreram na região Sul do País, de onde sai a maior parte dos embarques. Para o fim-de-ano, agentes esperam que os preços aumentem, devido ao tradicional aquecimento da demanda por cortes no período. Os estoques de suíno ainda não começaram a ser formados de maneira mais intensiva pelos frigoríficos, porque alguns ainda consideram altos os preços atuais. (Cepea)
voltar
Preencha o formulário para realizar o download
x
Deseja receber informações do Cepea?

Digite este código no campo ao lado