SUÍNOS: Exportação segue aquecida

Desde que a Rússia suspendeu o embargo às carnes brasileiras, no início deste mês, foram poucos os embarques ao país. A maior parte dos exportadores brasileiros aguarda a definição das cotas de importação pelos russos, em abril. Apesar disso, continua grande o movimento das exportações de carnes suína e de frango aos demais países. No caso dos suínos, isso se confirma na oferta interna cada vez mais enxuta e na conseqüente elevação dos preços do animal vivo, mesmo estando o consumo interno pouco aquecido. (Cepea)
voltar
Preencha o formulário para realizar o download
x
Deseja receber informações do Cepea?

Digite este código no campo ao lado