SUÍNOS: Mercado em alerta para próximo ano

O impacto da confirmação de um foco de aftosa em bovinos do estado do Paraná, anunciada pelo Ministério da Agricultura nesta semana, não deve influenciar as exportações e as negociações domésticas de suínos no curto prazo. O efeito maior, neste momento, é o surgimento de um "estado de alerta" no Paraná já que o estado é um dos maiores produtores e exportadores do País. Por enquanto, o principal comprador da produção paranaense de carne suína, o estado de São Paulo, afirmou que não mudará a decisão de "afrouxar" as barreiras impostas às carnes e animais do Paraná. Compradores estrangeiros ainda não se posicionaram - a Rússia sinaliza que pode embargar o produto do estado. No mercado interno, grande parte dos frigoríficos já negociou e está suficientemente estocada para as vendas durante o período de festas. (Cepea)
voltar
Preencha o formulário para realizar o download
x
Deseja receber informações do Cepea?

Digite este código no campo ao lado