SUÍNOS: Preços e custos maiores em março

A oferta mais enxuta, decorrente da seca prolongada na maior região produtora de suínos do País, o Sul do Brasil - diminuição de plantéis - elevou as cotações do suíno vivo em março. As maiores altas foram observadas no Rio Grande do Sul, onde a estiagem é mais crítica. No feriado de Páscoa, choveu naquele estado, mas não o suficiente para reverter o déficit hídrico. Muitos suinocultores estão tendo que buscar água em cidades distantes de suas propriedades, o que encarece ainda mais os já inflacionados custos de produção - a seca também está por trás do encarecimento do milho e do farelo de soja, que respondem por 65% dos custos deste setor. (Cepea)
voltar
Preencha o formulário para realizar o download
x
Deseja receber informações do Cepea?

Digite este código no campo ao lado