SUÍNOS: Preços sobem quase 40% em um ano

Em novembro de 2003, o preço da carcaça era negociado a R$ 3,30/kg no Estado de SP, e o traseiro bovino, a R$ 4,39/kg, na Grande SP, diferença de mais de um real por quilo. Em 12 meses, a carcaça valorizou 38%, sendo negociada a R$ 4,56/kg em média, neste mês. Já o traseiro apresentou alta de apenas de 4% desde novembro passado, cotado a R$ 4,58/kg na média da primeira quinzena deste mês, mesmo patamar da carcaça especial suína. No mercado de suíno vivo, as altas na região da Grande Campinas se sucedem desde o início de agosto, acumulando neste período elevação de 13%. Em 12 meses - comparação com preços de meados de novembro/03 -, o aumento é de quase 40%, também na Grande Campinas, variação ainda superior à observada para a carcaça. Já o boi gordo, também no mercado paulista (Estado), teve reajuste nominal de apenas 1,6%. Apesar de as valorizações da carne suína diminuírem a sua competitividade frente à bovina na escolha do consumidor, a oferta enxuta de animais garante as altas contínuas desde o final de agosto. Nem mesmo o susto provocado pelo embargo russo interrompeu esse comportamento altista. (Cepea)
voltar
Preencha o formulário para realizar o download
x
Deseja receber informações do Cepea?

Digite este código no campo ao lado