SUÍNOS: Reação de preços não se sustenta

Cepea, 13 - As pequenas altas de preços verificadas na semana passada não se sustentaram nesta. A expectativa de aumento do consumo de carne suína com a chegada no frio ainda não se confirmou, o que tem gerado excedente de oferta no mercado, e consequentemente, pressionado as cotações. Entre 5 e 12 de julho, na Grande São Paulo, o suíno vivo desvalorizou ligeiro 0,2%, sendo cotado a R$ 1,41/kg nessa quarta-feira, dia 12. Para agravar a situação de suinocultores, o preço do milho, um dos insumos mais importantes para a a produção, atingiu sua maior cotação desde o início de fevereiro, de R$ 16,66/sc em Campinas (SP).
voltar
Preencha o formulário para realizar o download
x
Deseja receber informações do Cepea?

Digite este código no campo ao lado