SUÍNOS: Ritmo de alta diminui

Nos últimos dias, o movimento de alta do mercado suinícola brasileiro perdeu força. Em algumas regiões do estado de São Paulo, os preços do animal vivo e da carne suína chegaram a cair. Frigoríficos estariam buscando desovar seus estoques formados nas primeiras semanas de agosto - isso vem, inclusive, aumentando a concorrência entre as unidades. Nesse contexto, segundo agentes, frigoríficos estariam tendo dificuldade de repassar os aumentos do suíno vivo aos preços da carne. Como resultado, os abates têm sido reduzidos. Outro fator que pressionou as cotações da carne suína foram os recuos de preços das carnes concorrentes (bovina e de frango). A carcaça especial suína desvalorizou 1,87% nos últimos sete dias no atacado da cidade de São Paulo, cotada a R$ 3,49/kg nessa quinta-feira. (Cepea)
voltar
Preencha o formulário para realizar o download
x
Deseja receber informações do Cepea?

Digite este código no campo ao lado