SUÍNOS: Setor garante rentabilidade em 2004

Após um ano e meio de crise, em 2004, a suinocultura brasileira finalmente ganhou fôlego e o ano foi de retomada. Os preços internos do suíno vivo reagiram com força, impulsionados pela menor disponibilidade interna de animais, que refletiu, por sua vez, a redução gradativa dos plantéis. A demanda cresceu, principalmente a externa, puxando também os preços internacionais do produto. Houve ainda queda nos custos de produção em favor do setor produtivo. Considerando que o movimento de crises é cíclico na suinocultura e está condicionado tanto à oferta de animais quanto aos custos de produção, as associações e representantes de classe buscaram alertar os produtores quanto aos cuidados no que diz respeito ao aumento do plantel. Como 2004 foi um ano rentável para a atividade, muitos podem querer ampliar demasiadamente o número de matrizes, voltando a gerar superoferta em 2005. (Cepea)
voltar
Preencha o formulário para realizar o download
x
Deseja receber informações do Cepea?

Digite este código no campo ao lado