Metodologia Indicador do Suíno Vivo CEPEA/ESALQ

ESPECIFICAÇÃO DO PRODUTO: Suíno vivo pronto para abate (animal terminado, macho ou fêmea, entre 80 e 120 quilos); preço ao produtor, são considerados apenas negócios realizados (não entram na amostra os valores nominais); 
UNIDADE DE MEDIDA/MOEDA:  Quilo vivo em Reais;
TAXA DE DESCONTO:  Os valores a prazo são convertidos para à vista pela taxa CDI (Certificado de Depósito Interbancário);
ENTREGA: Os Indicadores do RS, SC e PR consideram o animal a retirar na granja de produtores independentes; os Indicadores de SP e MG consideram o animal posto no frigorífico (frete incluso) por produtores independentes;
REGIÕES DE REFERÊNCIA:  - RS: Erechim, Santa Rosa, Serra Gaúcha e Vale do Taquari;
- SC: Braço do Norte e Oeste Catarinense;
- PR: Arapoti, Norte do Paraná e Sudoeste Paranaense;
- SP: Avaré, São José do Rio Preto e SP-5 (Bragança Paulista, Campinas, Piracicaba, São Paulo e Sorocaba);
- MG: Belo Horizonte, Ponte Nova, Patos de Minas e Sul de Minas;
PONDERAÇÃO: O peso de cada região na composição do Indicador estadual é definido com base no rebanho de suínos dos municípios que constam na amostra do dia. Dessa forma, a ponderação pode alterar-se diariamente, dependendo das informações que constarem na amostra. Os dados sobre o rebanho são provenientes da Pesquisa Pecuária Municipal, do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística);
PERIODICIDADE: O levantamento de preços é diário, mas os Indicadores refletem a média móvel dos últimos cinco dias úteis. Os Indicadores Mensais representam a média simples dos Indicadores diários.

AGENTES CONSULTADOS

NA PESQUISA:

Frigoríficos, suinocultores, cooperativas e corretores (intermediários).
IMPORTANTE: O cálculo do Indicador do Suíno Vivo CEPEA/ESALQ foi alterado no dia 1º de agosto de 2019. Antes de tal data, os Indicadores nos estados do Sul continham informações de produtores independentes e integrados; a taxa de desconto para à vista era a Nota Promissória Rural (NPR); e a ponderação era fixa, com base no rebanho de suínos de todos os municípios que compunham cada uma das regiões.
OUTROS LEVANTAMENTOS SOBRE O MERCADO DE SUÍNOS: O Cepea acompanha também os preços das carcaças comum e especial, dos leitões e dos cortes. 

 

Fonte: Cepea

Contato

Equipe

Equipe

Coordenador

Geraldo Sant'Ana de Camargo Barros, Ph.D 
Professor do Depto. de Economia, Administração e Sociologia Esalq/USP


Pesquisador responsável
Sergio De Zen, Dr. 
Professor Depto. de Economia, Administração e Sociologia
sergdzen@usp.br

 

Pesquisadora

Maristela de Mello Martins, Ms.

maristela.martins@cepea.org.br


Analista

Juliana Ferraz 


Equipe de apoio

Matheus do Valle Liasch

Otávio Biagi Veronez

Karen Bandeira

Luccas Bavaresco Paranhos do Vale

Séries de Preços