PIB do Agronegócio de Minas Gerais

 O PIB do Agronegócio do Estado de Minas Gerais é calculado pela Cepea.
 

 

Jan a Dez/18

3,55%

Relatório do mês

                                                                      

 

 Comentários de Dezembro/18: 

 

O Produto Interno Bruto (PIB) do Agronegócio de Minas Gerais, calculado pelo Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP, apresentou alta de 3,55% em 2018. Segundo pesquisadores do Cepea, esse resultado esteve atrelado às altas verificadas aos ramos agrícola e pecuário de, respectivamente, 5,6% e 0,74%. 

 

INSUMOS

O segmento de insumos do agronegócio apresentou crescimento de 4,01% em 2018. Entre os ramos, houve aumento para ambos: de 6,10% no agrícola e de 2,42% no pecuário. Entre as atividades, destaca-se a alta no faturamento para combustíveis. Já para fertilizantes e alimentação animal, registraram-se baixas em quantidade, mas alta de preços.

 

PRIMÁRIO
O segmento primário agrícola registrou alta de 6,33% no estado mineiro em 2018. Pesquisadores do Cepea indicam que esse resultado foi influenciado pelo crescimento verificado em atividades importantes no estado, como café e soja. No caso do café, o incremento da produção compensou, em termos de valor, a queda significativa nos preços. O segmento primário pecuário teve crescimento de 0,74% no estado em 2018. As atividades de produção de frango, leite e vacas apresentaram altas no período. Já para as demais atividades acompanhadas, foram verificadas baixas, com destaque para suínos e ovos, motivados por quedas acentuada em preços.

 

AGROINDÚSTRIA
A agroindústria de base agrícola teve alta de 8,43% em 2018, influenciada pelo crescimento em atividades de grande peso no estado mineiro, como etanol hidratado, celulose e óleo de soja refinado. Já entre atividades com que apresentaram baixa, destacam-se açúcar e café. A agroindústria de base pecuária, por sua vez, apresentou reação a partir do segundo semestre de 2018, fechando o ano com alta. Tal elevação foi motivada pelas maiores produção e preços de produtos lácteos. Já para carnes, as baixas de preço acumuladas foram significativas e motivaram a queda verificada nestas atividades.

 

Contato

pibcepea@usp.br

Equipe

Equipe

Coordenador
Geraldo Sant'Ana de Camargo Barros, Ph.D 
Professor titular Esalq/USP; coordenador científico do Cepea

 

Pesquisadores
Adriana Ferreira Silva, Dra.
Arlei Luiz Fachinello, Dr.
Nicole Rennó de Castro, Dra.
Leandro Gilio, Dr.

 

Equipe de apoio

Ana Carolina Morais, Bel.
Marcello Luiz de Souza, Bel. 

Séries de Preços

Preencha o formulário para realizar o download
x
Deseja receber informações do Cepea?

Digite este código no campo ao lado