MANDIOCA/CEPEA: Preço cai pela 9ª semana seguida e chega a menor patamar real em dois anos

Clique aqui e baixe release completo em word!

 

Cepea, 11/06/2018 – As cotações da raiz de mandioca recuaram pela nona semana consecutiva. Considerando-se a média das regiões acompanhadas pelo Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP, o preço médio da raiz foi de R$ 375,28/tonelada na semana passada, o menor desde julho de 2016, em termos reais (valores foram deflacionados pelo IGP-DI de maio/18).

 

Segundo pesquisadores do Cepea, as quedas são atribuídas à demanda industrial enfraquecida. Entre 4 e 8 de junho, a quantidade de mandioca processada nas fecularias foi de 23,5 mil toneladas, bem abaixo da média parcial deste ano, de 36,8 mil toneladas. Com isso, pesquisadores do Cepea verificam que a ociosidade industrial está alta.

 

No campo, as lavouras de mandioca da maioria das regiões acompanhadas pelo Cepea têm até 12 meses e, diante dos atuais patamares de preços, parte dos agricultores, sem necessidade de entrega de áreas ou de se capitalizar, tem deixado de colher.

 

No Paraná, um dos principais estados produtores de mandioca, a Secretaria de Agricultura e do Abastecimento do estado (Seab/Deral) aponta que, até maio, apenas 30% das áreas de mandioca haviam sido colhidas, contra 42% no mesmo período do ano passado.

 

SEGUNDO SEMESTRE – Colaboradores do Cepea acreditam que a oferta de raiz de mandioca deve se reduzir no início do segundo semestre, cenário que pode gerar uma reversão na tendência de preços. Por outro lado, parte dos agentes indica que a demanda industrial deve continuar baixa, tendo em vista que as vendas de derivados, principalmente da farinha, estão aquém do esperado pelo setor.

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA: Outras informações sobre o mercado de mandioca aqui e por meio da Comunicação do Cepea, com o pesquisador Fábio Isaias Felipe e Prof. Dr. Lucilio Alves: (19) 3429 8836 / 8837 e cepea@usp.br.

14/01/2020 - LEITE/PERSPEC 2020: Oferta limitada deve sustentar preços ao produtor no curto prazo - 14/01/2020 - CITROS/PERSPEC 2020: Baixa produção em 2020/21 pode manter preços firmes - 14/01/2020 - INSUMOS PECUÁRIOS/PERSPEC 2020: Alta do boi no final de 2019 gera otimismo para 2020 - 14/01/2020 - SOJA/PERSPEC 2020: Nova safra recorde deve exigir demandas interna e externa aquecidas em 2020 - 14/01/2020 - MILHO/PERSPEC 2020: Menores estoques devem sustentar preços em 2020 - 13/01/2020 - OVINOS/PERSPEC 2020: Preços devem seguir próximos aos verificados em 2019 - 13/01/2020 - BOI/PERSPEC 2020: Oferta restrita e demanda firme podem seguir sustentando preços em 2020 - 13/01/2020 - SUÍNOS/PERSPEC 2020: Perspectiva é de que bom cenário de 2019 se repita em 2020 - 13/01/2020 - FRANGO/PERSPEC 2020: Demandas interna e externa aquecidas devem manter preços firmes em 2020 - 13/01/2020 - OVOS/PERSPEC 2020: Preços das carnes devem determinar ritmo de comercialização de ovos em 2020 - 12/01/2020 - CAFÉ/PERSPEC 2020: Possível menor oferta em 2020 pode manter preços firmes - 12/01/2020 - AÇÚCAR/PERSPEC 2020: Produção mundial pode se retrair, após duas temporadas de superávit - 12/01/2020 - ETANOL/PERSPEC 2020: Renovabio deve estimular retorno do crescimento da produção - 09/01/2020 - ARROZ/RETRO 2019: Exportação aquecida e estoque baixo sustentam preços do casca em 2019 - 09/01/2020 - MANDIOCA/RETRO 2019: Preços caem até setembro, mas se recuperam no final de 2019 -
voltar
Preencha o formulário para realizar o download
x
Deseja receber informações do Cepea?

Digite este código no campo ao lado