MERCADO DE TRABALHO/CEPEA: Elo industrial eleva população ocupada no agronegócio no 1º tri

Clique aqui e baixe release completo em word

 

Cepea, 28/05/2018 – No primeiro trimestre de 2018, a população ocupada (PO) no agronegócio aumentou 0,4% frente ao mesmo período do ano anterior, conforme indicam pesquisadores do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP. Esse resultado do agronegócio agregado decorre principalmente do crescimento das ocupações nos elos industriais, visto que, no segmento primário, houve decréscimo.  

 

Pesquisadores do Cepea destacam o crescimento expressivo de 6,6% na população ocupada no segmento de insumos – em virtude do desempenho positivo das indústrias de fertilizantes e defensivos agrícolas – e a redução de 1,7% no número de trabalhadores em atividades primárias.

 

Para a agroindústria, os números positivos refletem a própria recuperação da produção do segmento ao longo de 2017 e também nos primeiros meses de 2018; para o segmento primário, a redução da população ocupada não é pontual, mas, sim, segue uma tendência de longo prazo. Desde 2012, período de disponibilidade da PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) Contínua, a PO da agropecuária se reduziu anualmente, de forma consistente. Fatores como a inviabilidade de pequenos estabelecimentos rurais no ambiente altamente concorrencial e tecnológico que tem se consolidado na agropecuária brasileira, a intensificação e concentração da produção e melhores oportunidades de emprego em ambientes urbanos são apontados como importantes para explicar essa tendência de diminuição da população ocupada no segmento.

 

2017 – Na análise referente ao ano passado, o Cepea já havia registrado um descompasso entre a evolução do volume produzido no agronegócio no período e do número de pessoas ocupadas no setor. A pesquisa revelou, ainda, a redução acentuada das ocupações para trabalhadores relativamente mais vulneráveis, sem instrução, ocupados principalmente no segmento primário e por conta própria, sobretudo no Nordeste.  

 

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA: Outras informações sobre o Mercado de trabalho do agronegócio aqui e por meio da Comunicação Cepea, com o prof. Geraldo Barros e a pesquisadora Nicole Rennó: (19) 3429-8836 / 8837 e cepea@usp.br

06/05/2020 - ESPECIAL/CEPEA: Covid-19 e agroalimentos: recalibrando expectativas - 05/05/2020 - ESPECIAL/CEPEA: Efeitos do coronavírus sobre o setor lácteo podem forçar queda de preço na entressafra - 04/05/2020 - Cepea lança página com conteúdo exclusivo de coronavírus e agronegócio - 30/04/2020 - LEITE/CEPEA: Preço pago ao produtor segue firme em abril - 30/04/2020 - ESPECIAL/CEPEA: Coronavírus restringe colheita e limita processamento de raiz de mandioca - 29/04/2020 - ESPECIAL/CEPEA: Em busca de abastecimento diante de coronavírus, varejo intensifica compras de arroz e preço atinge recorde nominal - 17/04/2020 - O Boletim do Leite de abril já está disponível em nosso site! - 15/04/2020 - IPPA/CEPEA: Preços pecuários e de grãos avançam no 1º tri e IPPA/Cepea sobe 13% - 14/04/2020 - ESPECIAL/CEPEA: Da indústria ao campo, coronavírus prejudica toda a cadeia algodoeira - 13/04/2020 - ESPECIAL/CEPEA: Coronavírus não deve prejudicar fortemente o desempenho do PIB do agronegócio - 13/04/2020 - HF BRASIL/CEPEA: HF´s super heróis! - 09/04/2020 - OVOS/CEPEA: Avanço da covid-19 eleva demanda por ovos e preço atinge recorde real - 08/04/2020 - Estão disponíveis as agromensais de março/2020 - 07/04/2020 - ESPECIAL/CEPEA: Setores do agro mais dependentes da demanda doméstica devem ser os mais prejudicados pelos efeitos do coronavírus - 01/04/2020 - GRÃOS/CEPEA: Indicador da soja supera R$ 100/sc e o do milho, R$ 60, recordes nominais das séries do Cepea -
voltar
Preencha o formulário para realizar o download
x
Deseja receber informações do Cepea?

Digite este código no campo ao lado