OVOS/PERSPEC 2019: Excesso de produção pode limitar ganho; produtores devem ter cautela em 2019

Clique aqui e confira o release completo em word.

 

Cepea, 15/01/2019 – Cautela deve ser a palavra para o mercado de ovos em 2019, de acordo com informações do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP. Isso porque, apesar dos indicadores macroeconômicos indicarem melhora para a economia brasileira e, consequentemente, aumento da demanda doméstica por produtos alimentícios, o risco do excesso de produção da proteína pode limitar os ganhos na atividade.

 

Em 2018, avicultores aumentaram o plantel, impulsionando a oferta de ovos, reflexo das condições de mercado favoráveis em 2017 (frente a 2016). Porém, a demanda não acompanhou a alta na produção, pressionando as cotações dos ovos comerciais no ano passado. 

 

De acordo com a pesquisa Produção de Ovos de Galinha, do IBGE, de 1997 a 2017, a produção da avicultura de postura cresceu 3,8% a.a. Segundo estimativas do Cepea, se esse ritmo se mantiver em 2019, a demanda tende a não absorver o maior volume produzido. Mesmo considerando com a expectativa de crescimento para a economia brasileira em 2019, de 2,55%, segundo o Boletim Focus de 28 de dezembro/18, o aumento estimado para o consumo doméstico fica aquém daquele esperado para a produção. Nesse contexto, o Brasil precisaria ampliar as vendas ao mercado externo para impedir que novamente as cotações fossem pressionadas no País.

 

Quando há muito excedente interno, as exportações podem ajudar a diminuir a disponibilidade do produto. Porém, como tradicionalmente o volume exportado de ovos pelo Brasil corresponde a uma pequena parcela da quantidade produzida, dependendo do excesso de oferta, as vendas ao mercado externo podem não ser suficientes, não trazendo grandes reflexos nos preços, como aconteceu em 2018.  

 

INSUMOS – Para 2019, a produção dos principais insumos utilizados na cadeia deve se elevar. De acordo com relatório da Conab, divulgado em 11 de dezembro/18, o Brasil deve aumentar a produção de milho e farelo de soja em 12,8% e 4,09%, respectivamente, frente à safra anterior. A maior produção pode aliviar os custos de produção dos avicultores em 2019, porém, isso vai depender das exportações e, portanto, da disponibilidade dos grãos no mercado doméstico.

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA: Outras informações podem ser obtidas por meio da Comunicação do Cepea: (19) 3429 8836 / 8837 e cepea@usp.br.   

15/01/2020 - ALGODÃO/PERSPEC 2020: Alto volume excedente exige mais um ano de exportação elevada - 15/01/2020 - ARROZ/PERSPEC 2020: Menor disponibilidade interna desde 1984/85 deve sustentar preços - 15/01/2020 - TRIGO/PERSPEC 2020: Câmbio alto e menor oferta interna podem sustentar preços em 2020 - 14/01/2020 - LEITE/PERSPEC 2020: Oferta limitada deve sustentar preços ao produtor no curto prazo - 14/01/2020 - CITROS/PERSPEC 2020: Baixa produção em 2020/21 pode manter preços firmes - 14/01/2020 - INSUMOS PECUÁRIOS/PERSPEC 2020: Alta do boi no final de 2019 gera otimismo para 2020 - 14/01/2020 - SOJA/PERSPEC 2020: Nova safra recorde deve exigir demandas interna e externa aquecidas em 2020 - 14/01/2020 - MILHO/PERSPEC 2020: Menores estoques devem sustentar preços em 2020 - 13/01/2020 - OVINOS/PERSPEC 2020: Preços devem seguir próximos aos verificados em 2019 - 13/01/2020 - BOI/PERSPEC 2020: Oferta restrita e demanda firme podem seguir sustentando preços em 2020 - 13/01/2020 - SUÍNOS/PERSPEC 2020: Perspectiva é de que bom cenário de 2019 se repita em 2020 - 13/01/2020 - FRANGO/PERSPEC 2020: Demandas interna e externa aquecidas devem manter preços firmes em 2020 - 13/01/2020 - OVOS/PERSPEC 2020: Preços das carnes devem determinar ritmo de comercialização de ovos em 2020 - 12/01/2020 - CAFÉ/PERSPEC 2020: Possível menor oferta em 2020 pode manter preços firmes - 12/01/2020 - AÇÚCAR/PERSPEC 2020: Produção mundial pode se retrair, após duas temporadas de superávit -
voltar
Preencha o formulário para realizar o download
x
Deseja receber informações do Cepea?

Digite este código no campo ao lado