PIB-Agro/CEPEA: PIB do agronegócio fecha 2018 com estabilidade

Clique aqui e baixe o release completo em word!

 

Cepea, 20/03/2019 – O PIB do Agronegócio brasileiro apresentou estabilidade em 2018, com leve baixa de 0,01% no fechamento do ano, segundo pesquisas do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP, em parceria com a CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil). Em dezembro, especificamente, houve queda de 0,10%.

 

Pesquisadores do Cepea indicam que esse desempenho da renda gerada no agronegócio em 2018 está ligado à elevação dos custos de produção nos segmentos primários agrícola e pecuário e à fraca demanda verificada em diversos segmentos e atividades do ramo pecuário.

 

No ramo agrícola, em dezembro, houve elevação apenas para o segmento de insumos. No acumulado do ano, no entanto, o segmento primário apresentou leve queda. Segundo pesquisadores do Cepea, apesar da recuperação dos preços agrícolas ao longo de 2018 e da elevação na produção verificada, o incremento nos custos de produção, com destaque para os preços dos fertilizantes e do diesel, ainda manteve o segmento em baixa no que se refere à renda. Já a agroindústria teve resultado satisfatório na média do segmento, com destaque para os bons desempenhos das atividades de biocombustíveis, celulose e papel e óleos vegetais.

 

Em relação ao ramo pecuário, a demanda interna enfraquecida e a restrição de importantes mercados externos destinos da carne brasileira influenciaram os preços com maior intensidade ao longo do ano. Porém, a competitividade da proteína brasileira no mercado externo surtiu efeitos favoráveis às exportações da carne brasileira desde setembro, notadamente com destinação a novos nichos de mercado, o que resultou em certa sustentação de preços e recuperação da indústria do abate. No acumulado, porém, o ano fechou com resultado negativo. O segmento primário do ramo pecuário também sofreu impactos do incremento de custos de produção, com destaque para a elevação do preço do milho no período.

 

PIB-VOLUME – Em 2018, o PIB-volume do agronegócio, calculado pelo critério de preços constantes, cresceu em todos os segmentos. O PIB-volume do agronegócio teve alta de 1,87% em 2018, com elevações de 5,17% para insumos, de 0,41% para o segmento primário, de 1,97% para a agroindústria e de 2,31% para os agrosserviços.

 

Clique aqui e confira relatório completo!

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA: Outras informações sobre o PIB brasileiro aqui e por meio da Comunicação Cepea, com o prof. Geraldo Barros e os pesquisadores Nicole Rennó e Leandro Gilio: (19) 3429-8836 / 8837 e cepea@usp.br.

19/09/2008 - PIB AGRO MG: Agronegócio mineiro cresce quase 10% no primeiro semestre - 16/09/2008 - MILHO: Indicador do Cepea passa a liquidar contrato futuro do milho - 02/09/2008 - LEITE: Preço médio do leite é 7% menor que o de 1 ano atrás - 21/08/2008 - AGRONEGÓCIO: Commodities em alta de novo? - 21/08/2008 - CUSTOS BOI: Análise abril/08
  • Novos caminhos na análise de rentabilidade
  • Criar bezerros dá maior retorno ao pecuarista
  • Preços dos insumos seguem em disparada
  • Alta dos custos persiste e bate novo recorde - 14/08/2008 - AGRONEGÓCIO: O produtor pode ter caído mais uma vez na armadilha dos ciclos de mercado - 05/08/2008 - CUSTOS SOJA: Segundo trimestre de 2008
  • Preço do adubo quase dobra frente ao da safra 07/08
  • Quanto custa produzir soja no BR, AR e EUA? - 05/08/2008 - CUSTOS MILHO: Segundo trimestre de 2008
  • A melhor opção em Londrina é o milho; em Cascavel, trigo
  • Preços externos do milho podem sustentar internos - 05/08/2008 - PIB AGRO MG: Agronegócio da pecuária cresce de forma equilibrada, mas agricultura não segue mesma dinâmica - 31/07/2008 - LEITE: Derivados forçam queda ao produtor em plena entressafra - 17/07/2008 - PIB: Análise do PIB Agro em abr/07 - 15/07/2008 - CUSTOS BOI: Produzir um boi no Brasil nunca esteve tão caro - 11/07/2008 - MACRO: Exportações do agronegócio do Brasil e das suas macro-regiões - 10/07/2008 - PIB AGRO MG: Ritmo de expansão da agricultura diminui em abril enquanto da pecuária aumenta - 10/07/2008 - MANDIOCA: Produção de fécula diminui em 2007, mas receita aumenta -
  • voltar
    Preencha o formulário para realizar o download
    x
    Deseja receber informações do Cepea?

    Digite este código no campo ao lado